Exposições


JUAZEIRO – Iehoshuá

Iehoshuá é desenhista/pintor que pratica a técnica do hiper-realismo a lápis e, recentemente, tem investido em pinturas espontâneas com giz de cera.

A exposição “Sanfona: A Cor Da Música” é uma homenagem à sanfona como um dos principais símbolos da cultura nordestina. Por que “a cor da música” ? Porque não há como pensar em sanfona e não lembrar as múltiplas cores numa festa junina, ou nas roupas dos próprios sanfoneiros, além do fato de a maioria das sanfonas terem uma coloração bem chamativa.

“A espontaneidade dos traços e movimentos das mãos é o que revela no retrato, pintado com GIZ DE CERA, minhas emoções referentes a obra. Por este motivo, eu nunca sei ou imagino como o retrato estará ao concluir o trabalho.
Meu trabalho com ‘Realismo espontâneo’, Para essa exposição, fala muito de mim e revela minhas fortes influências da vida no interior do sertão. Então, estão todos convidados para ver de perto meus retratos, que também homenageiam os principais sanfoneiros do Brasil, no Feciba”, diz o artista.