Notícias >

“Tropykaos” e repúdio à extinção do Ministério da Cultura marcam primeiro dia do VI FECIBA em Feira de Santana


sit4

Uma noite para celebrar o cinema baiano, mas também de expressar o descontentamento com a situação política no país. Esse foi o clima da cerimônia de abertura do VI FECIBA – Festival de Cinema Baiano em Feira de Santana, que até domingo promete movimentar o Centro de Cultura Amélio Amorim.

Um público atento e interessado para a primeira sessão foi recebido pela equipe do festival, que ressaltou o caráter itinerante do FECIBA, que pela primeira vez, circula por importantes cidades do estado. O afastamento da presidenta Dilma Rousseff e o encerramento das atividades do Ministério da Cultura foram lembrados no discurso de abertura. “Lamentamos profundamente o retrocesso que nossa democracia está sofrendo. O Minc vinha fazendo um trabalho expressivo de difusão, democratização e divulgação das artes e da cultura do nosso país. É inaceitável o que está acontecendo e nós não podemos aceitar calados essa perda”, comentou Cristiane Santana, coordenadora geral do evento.

Já para o produtor executivo Edson Bastos, a determinação do presidente em exercício Michel Temer, foi autoritária e de enorme retrocesso. “Acreditamos que excluir o Ministério da Cultura e uni-lo ao da Educação é não dar a devida importância que a pasta merece e é tratar com absoluto desrespeito milhares de trabalhadores do Brasil inteiro, que não foram consultados, confirmando tamanha arbitrariedade”, completou.

Na sequência, aconteceu a exibição do filme “Tropykaos”. O longa conta a história de Guima, um jovem poeta, que tenta interagir com a cidade, fazer parte dela, mas parece não ter corpo para suportar o verão mais caloroso dos últimos 50 anos. O diretor Daniel Lisboa estava presente e bateu um papo com o público ao final da sessão. “É muito bacana ver um filme baiano, sendo exibido num espaço cultural baiano, para um  público baiano”, comemora o cineasta.

Confira os destaques da programação do segundo dia do festival de cinema baiano em Feira de Santana

O segundo dia do VI FECIBA – Festival de Cinema Baiano em Feira de Santana tem como destaque a programação gratuita das Mostras Infanto-Juvenil, Bahia Adento, Retrospectiva e Competitiva, além da mostra Bahia Afora com entrada a R$ 5,00 – preço único. O evento segue discutindo e valorizando o cenário cinematográfico com foco nas produções baianas até amanhã, 15 de maio.

Logo pela manhã, além da continuidade dos trabalhos da oficina de produção de curta-metragem, às 10:00 a Mostra Infanto-Juvenil, um espaço aberto às escolas da região e para o público em geral, que prioriza o debate sobre temas importantes à formação de crianças e adolescentes, exibe o filme “O menino e o mundo”, de Alê Abreu, que concorreu ao Oscar de Melhor Animação este ano e conta a história de um menino, que sofrendo com a falta do pai, deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Na sequência, o curta “Alguma coisa na vida”, do Coletivo LEM, traz a história de Cibelle, uma criança que sonha em ser bailarina , seguida do curta “Como dissecar uma menina malina”, de Deoveki Silva, que fala sobre uma menina e um cientista em suas atividades em um laboratório.

No início da tarde, às 13:30, a Mostra Bahia Adentro, composta por filmes produzidos em diversas partes do estado, traz os filmes “Umbigo”, de Cauê Rocha, “Das dores da penitência”, de Wellington Monteclaro e “No dia em que acordamos surdos”, de Rafael Oliveira. Ambas as mostras têm entrada gratuita.

Também gratuita, a Mostra Retrospectiva, que homenageia o ator Mário Gusmão exibirá às 15:30 o filme “A idade da terra”, de Glauber Rocha. Em seguida, às 17:30, a Mostra Competitiva exibe o Programa 1 composto pelos curtas “Cordilheira de Amora II”, de Jamille Fortunato, “Órun Àiyé: A Criação do Mundo”, de Jamile Coelho e Cintia Maria, “Neandertais”, de Marcus Curvelo, “Entroncamento”, de Maria Carolina e Igor Souza e “Retomada”, de Leon Sampaio. Os curtas concorrem em dez categorias técnicas, além da categoria voto popular e o público presente poderá escolher o seu filme favorito.

Encerrando o segundo dia de atividades, às 19h, os filmes “Minha amada morta” de Aly Muritiba e “Alegoria da dor”, de Matheus Viana, serão exibidos dentro da  Mostra Bahia Afora, com ingressos a R$ 5,00 (cinco reais).

Confira  a programação completa de hoje e dos próximos dias do VI FECIBA:

SÁBADO – 14/05
Local: Centro de Cultura Amélio Amorim
08:00 – Oficina de Produção de Curta-metragem com Paula Gomes.
10:00 – Mostra Infanto-juvenil
• Exibição do longa metragem “O menino e o mundo”, de Alê Abreu e dos curtas “Alguma coisa na vida”, do Coletivo LEM e “Como dissecar uma menina malina”, de Deoveki Silva (Entrada Gratuita)
13:30 – Mostra Bahia Adentro
• Exibição dos filmes “Umbigo”, de Cauê Rocha, “Das dores da penitência”, de Wellington Monteclaro e “No dia em que acordamos surdos”, de Rafael Oliveira (Entrada Gratuita)
15:30 – Mostra Retrospectiva
• Exibição do filme “A idade da terra”, de Glauber Rocha (Entrada Gratuita)
17:30 – Mostra Competitiva – Programa 1
• Exibição dos curtas “Cordilheira de Amora II”, de Jamille Fortunato, “Órun Àiyé: A Criação do Mundo”, de Jamile Coelho e Cintia Maria, “Neandertais”, de Marcus Curvelo, “Entroncamento”, de Maria Carolina e Igor Souza e “Retomada”, de Leon Sampaio (Entrada Gratuita)
19:30 – Mostra Bahia Afora
• Exibição dos filmes “Minha amada morta” de Aly Muritiba e “Alegoria da dor”, de Matheus Viana (Entrada: R$ 5,00 – preço único)

DOMINGO – 15/05
Local: Centro de Cultura Amélio Amorim
08:00 – Oficina de Produção de Curta-metragem com Paula Gomes.
10:00 – Mesa “A linha da fronteira se rompeu”, com Cláudio Clédson, Deo e Larissa Fulana de Tal, sob mediação de Edson Bastos (Entrada Gratuita)
15:30 – Mostra Sexualidades
• Exibição dos filmes “Âncora do Marujo”, de Victor Nascimento e “Desejos”, de Clarissa Rebouças (Entrada Gratuita)
17:30 – Mostra Competitiva – Programa 2
• Exibição dos curtas “Salitre”, de Lara Belov “Sísifo do Vale”, de George Varanese, “Ana”, de Camila Camila, “IFÁ”, de Leo França e “Sandrine”, de Elen Linth e Leandro Rodrigues (Entrada Gratuita)
19:30 – Mostra Atualidades
• Exibição do filme “O amor dos outros”, de Deo (Entrada: R$ 5,00 – preço único)


<< Voltar